Escola de Governo teve ano de recorde de capacitações e novas iniciativas de ensino

Unidade superou números de servidores públicos diplomados em cursos de curta duração e abriu a primeira turma do Mestrado Profissional em Economia do Setor Público, em parceria com a UnB.

Com aproximadamente 24 mil pessoas qualificadas em seus cursos no ano, a Escola de Governo encerra as atividades de 2021 comemorando recordes de capacitação. Superados os desafios que a pandemia de Covid-19 impôs ao ensino no ano anterior, a entidade passou por uma modernização em tempo recorde para manter a alta oferta de formações de qualidade, pautando-se pelas demandas dos servidores públicos. Pôde, inclusive, se lançar em novos projetos, como fez com a abertura da primeira turma do Mestrado Profissional em Economia do Setor Público por meio de parceria com a Universidade de Brasília (UnB).

O curso de pós-graduação stricto sensu, o primeiro do Estado de Goiás em 60 anos da Escola de Governo, foi iniciado em maio, com 27 alunos, divididos em duas linhas de pesquisa: Economia do Setor Público e Gestão Econômica Pública. Durante a aula inaugural do mestrado, o governador Ronaldo Caiado ressaltou o ineditismo da iniciativa. O secretário da Administração, Bruno D’Abadia, enfatizou o alto nível da capacitação oferecida aos servidores públicos. Já o coordenador do curso, o professor Wander Mendes, da UnB, avaliou que o curso será importante para que os profissionais possam pensar em proposições para melhorar as políticas públicas. 

O objetivo de aplicar no serviço público o que é aprendido em sala de aula é prioridade da Escola no desenvolvimento de ações de seleção, formação e capacitação. Nesse intuito e buscando sempre corresponder às necessidades de conhecimento apresentadas pelos servidores, agora, a partir do também inédito Levantamento de Necessidades de Capacitação (LNC), em 2021, a quantidade de cursos oferecidos desde o início da atual gestão do Estado de Goiás superou recordes de períodos bem mais longos. 

Os números referentes à atuação da Escola de Governo nos quase três anos da gestão do governador Ronaldo Caiado superam a quantidade total de colaboradores qualificados nos dez anos anteriores. Entre 2009 e 2018, 33.780 servidores passaram por alguma formação da instituição - entre 2019 e 2021, já foram 44.998. Foram 23.997 diplomados apenas no último ano. “Os dados comprovam o compromisso e o investimento da atual administração do Estado na melhoria contínua dos serviços públicos, por meio da qualificação de quem atua diretamente na entrega à população”, analisou Bruno D’Abadia.

Múltiplas ações

Entre os bons números da atuação da Escola de Governo em 2021, vale destacar que foram certificadas 121 alunos no Programa de Compliance Público (PCP). A certificação profissional exige que os servidores completem a trilha de capacitações do programa, que envolve 180 horas de formação, sendo 96 horas em cursos que fazem parte dos eixos definidos como obrigatórios e 84 horas em opções complementares. 

A proposta do PCP implementada pela Controladoria-Geral do Estado em todos os órgãos visa garantir a conformidade dos atos de gestão com padrões morais e legais e os resultados das políticas públicas em prol dos cidadãos. Em cursos isolados do Programa de Compliance Público, 3.116 profissionais foram diplomados em 2021. 

O Programa de Certificação em Compras Governamentais também superou os anos anteriores em número de diplomados. Foram 1.411 servidores públicos em 29 turmas. A Escola ofertou, ainda, outras nove turmas de cursos nessa área, que somaram 1.222 pessoas diplomadas. Além disso, 252 integraram alguma das nove turmas do Programa Movendo Líderes. 

Ainda em sua versão on-line, o Projeto Semear realizou sete edições por meio do canal no YouTube, em que somou cerca de 4 mil visualizações. O Pequi Lab - Laboratório de Inovação em Capacitação da Escola de Governo realizou 15 oficinas em 2021, alcançando 786 participantes, e também promoveu 34 ações de microlearning. 

Seleções

Para além das capacitações, a Escola de Governo também atua na seleção de profissionais para o Estado de Goiás. Em 2021, foram realizados 10 processos seletivos: dois para o banco de habilitados de estagiários; um para a contratação de engenheiros para a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra); outro para profissionais da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP); dois para seleção de servidores da Secretaria da Administração (Sead), nas áreas de tecnologia da informação e engenharia; um para compor o banco de habilitados da Secretaria da Educação (Seduc); outro para a Secretaria de Esporte e Lazer (Seel); e também dois para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO), sendo para examinadores de trânsito e outro para áreas administrativas.

Secretaria de Estado da Administração - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.