Escola de Governo promove debate sobre Conhecimento no Semear on-line de novembro

Evento foi transmitido ao vivo por meio do canal da instituição no YouTube na tarde desta quinta-feira (25/11)

A Escola de Governo promoveu na tarde desta quinta-feira (25/11) a edição do mês de novembro do projeto Semear On-line, com o tema “Reflexões sobre o Conhecimento”. O debate, transmitido ao vivo no canal da Escola no YouTube, foi conduzido pela professora e filósofa Lúcia Helena Galvão. A palestrante abordou o conceito de conhecimento e sabedoria e apresentou uma visão panorâmica sobre os agentes receptores e os tipos de conhecimento à luz da filosofia. 

Durante o evento, Lúcia Helena destacou o conceito de Platão sobre as formas de recolher o conhecimento, sendo elas a episteme e a doxa. A primeira forma é quando a pessoa se interessa pela verdade e faz questionamentos, contesta algo para chegar ao mais próximo da verdade sobre algo. Já a segunda, é sobre a opinião. Quando a pessoa guarda a sua versão superficial sobre o que aconteceu e se convence acerca de algo. A professora considerou importante a definição do filósofo, pois, às vezes, na recepção do conhecimento, as pessoas já falseiam o processo.

O conhecimento intrínseco também ganhou destaque na fala de Lúcia Helena. Ela exemplificou que neste tipo de conhecimento, "o homem só entende alguma coisa de verdade, em profundidade, quando ele toma a compreensão dessa coisa como o fim em si, e não como meio". A convidada explicou que muitas pessoas utilizam o conhecimento como meio para a conquista de algo, por exemplo, ao estudar para passar em uma prova e obter uma boa colocação. A pessoa almeja ser classificada e não, de fato, obter o conhecimento. 

Em continuidade, falando sobre o conhecimento e sabedoria, ela enfatizou que "quando o conhecimento é aplicado nos problemas do mundo, os problemas retrocedem e o conhecimento se converte em sabedoria". Ela utilizou o exemplo do pensador Baltazar Graciano, que diz que o conhecimento deveria ser menos extenso e mais intenso. Deste modo, ele seria convertido em sabedoria e, consequentemente, iria promover justiça, fraternidade, empatia e mais união no mundo. 

No encerramento do evento, ela utilizou a frase do historiador Will Durant: "Conhecimento é poder, mas só a sabedoria é liberdade". Galvão salientou que o conhecimento potencializa aquilo que você tem. Já a sabedoria lhe torna livre para potencializar aquilo que você ainda vai ter, aquilo que deseja ter. "A sabedoria lhe permite construir as virtudes que você necessita para ser um ser humano completo", concluiu.  

A transmissão da edição do mês de novembro do projeto Semear on-line permanece disponível no YouTube. Acesse o canal da Escola de Governo neste link e confira o conteúdo na íntegra.

Secretaria da Administração - Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.